Mais de 100 dias sem receber um abraço, cerca de 70 idosos de duas ILPI (Instituições de Longa Permanência para Idosos) de Natal, o Lar da Vovozinha e o Espaço Solidário, puderam finalmente receber um carinho físico graças a uma ação da Sodiê Doces que está sendo realizada por todo o país, onde a franquia está estabelecida, a “Cortina de Abraços”. Em Natal a loja está localizada na Av. Prudente de Moraes, no Barro Vermelho.

 

Uma grande cortina de plástico com abertura para colocar os braços e proporcionar beijos e abraços protegidos foi instalada nas duas instituições. “As peças são confeccionadas com um plástico muito resistente, que não permite que haja o contato físico entre as pessoas, mas garante um abraço caloroso e com muita segurança”, explica Diná Rocha, artista plástica que desenvolveu o material. Antes e após os abraços na cortina, todos passaram por uma higienização com álcool gel e usaram luvas e máscaras. O plástico da cortina também foi higienizado após cada abraço.

 

"A pandemia trouxe para nós uma mudança brusca de hábitos e na construção das nossas relações. Nossos idosos têm participação ativa e fortes vínculos com sua família e com a comunidade. Entrar na quarentena foi um desafio. Mudamos nossa vestimenta (antes jaleco e máscara, agora pijamas coloridos) e inserimos atividades diversas para proporcionar uma dinâmica mais descontraída e familiar. A Cortina do Abraço trouxe muita alegria e emoção, pois de tudo que conseguimos readaptar, o abraço era a parte que faltava”, agradeceu emocionada Larissa Moura, assistente social do Espaço Solidário.

O momento foi marcado por muita emoção. “Aqui no lar, nós tentamos diminuir, de alguma forma, a saudade da família e dos abraços. Sempre conversando, fazendo chamadas de vídeo para os familiares e dando carinho às idosas. Mas toda dedicação ainda não era suficiente para preencher essa lacuna. E agora que ganhamos a cortina da Sodiê, foi possível minimizar a falta do aconchego e do calor de um abraço. A partir de agora, poderemos agendar visitas de familiares e proporcionarmos muitos outros abraços gostosos e seguros”, explica Lila Carvalho, Coordenadora do Lar da Vovozinha.

“Ser idoso no Brasil já é muito triste e ainda não poder receber um abraço de quem amamos há meses, é desolador. Essa ação foi pensada para dar um pouco de amor e carinho para os nossos idosos que estão tão fragilizados nesta fase de isolamento social”, explica Cleusa Maria da Silva, fundadora da Sodiê Doces. As ILPIs receberam, além das Cortinas do Abraço, bolos, salgados e docinhos da Sodiê Doces, para que o momento fosse ainda mais gostoso, tendo a atenção em atender também os idosos com diabetes e intolerância a lactose com a linha Zero Açúcar da marca.

Rua Énico Monteiro , 1841 – Capim Macio, Natal/RN facebook instagram

Rua Tenente Francisco de Assis Moreira, 193 – Bancarios, João Pessoa/PB